UFPA não terá seleção pelo SISU no processo seletivo deste ano: Saiba mais!

Para a surpresa de muitos candidatos, em 2019, a UFPA não vai disponibilizar vagas para seleção através do SISU. Ao todo serão ofertadas 7.347 vagas em seus 132 cursos. O processo de seleção será através do seu vestibular próprio. Saiba mais sobre essa novidade a seguir!

A Universidade Federal do Pará ou UFPA deixou muitos candidatos com dúvidas e surpresos ao anunciar que não vai disponibilizar vagas para o SISU.

O Sistema de Seleção Unificado é um dos meios mais importantes de ingresso para as pessoas que não possuem muitas condições financeiras de arcar com as mensalidades cobradas nas instituições de ensino privado.

A reitoria da universidade afirmou que 100% das vagas disponibilizadas em mais de 21 municípios paraenses terão como forma de ingresso apenas o processo seletivo próprio da instituição.

É importante deixar claro que essa decisão não isenta o aluno de querer participar do SISU 2019. Existem outras instituições de ensino que disponibilizarão normalmente diversas vagas nesse programa.

O que motivou a saída da UFPA do SISU?

Por incrível que pareça, algumas vagas da UFPA estavam sobrando no SISU. De acordo com o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPA, a decisão da saída da instituição do SISU foi feita com base nessa sobra de vagas e incompatibilidade de calendário.

De acordo com a reitoria da instituição, esses dois motivos foram o suficiente para a saída da instituição do SISU.

Os números são bem significativos. Em 2017, cerca de 305 vagas das 1221 disponíveis literalmente sobraram no sistema, ou seja, não foram preenchidas. Isso significa aproximadamente 25% das vagas sem alunos.

Em 2018, esses números aumentaram. Das 1450 vagas disponíveis, sobraram 522 sem serem preenchidas, chegando em um índice de 36% sem candidatos para ocuparem as cadeiras.

Essas sobras motivaram a saída da instituição do sistema. Concluiu-se também que essas sobras aconteciam porque a maioria dos candidatos se inscrevia nas duas formas de ingresso, ou seja, no processo seletivo próprio e no SISU.

Sendo aprovados em sua maioria no processo seletivo próprio, quando isso acontecia, abandonavam o SISU, fazendo com que ocorresse a sobra dessas vagas.

Outro dado que acabou desapontando a reitoria da instituição foi a incompatibilidade de calendário.

Todas as datas são definidas pelo INEP/MEC. Isso gerou alguns problemas operacionais para a UFPA que acabaram prejudicando de forma virtual dezenas de alunos.

O MEC e o INEP determinam um prazo de apenas 5 dias para que sejam feitas a análise, o recebimento e a resposta de toda a documentação dos candidatos classificados.

Isso acabava se tornando inviável para a instituição, que teria que percorrer mais de 20 municípios em apenas 5 dias, tendo em vista a grande distância entre os municípios e os meios de locomoção precários.

Além de ser inviável para a instituição, acabava sendo para o aluno também. Cada candidato acabava perdendo os prazos para poder se informar sobre os documentos que deveria apresentar.

A decisão da retirada da UFPA do SISU não é definitiva ainda. Algumas questões estão sendo analisadas com calma por parte de toda a reitoria e novas medidas estão sendo tomadas.

E, acredite, os alunos não serão prejudicados com a saída da instituição do SISU. Muitas pessoas sonham em fazer um curso no Ensino Superior e sobrar vagas não é uma atitude justa. Com essa saída, todas as vagas ofertadas serão ocupadas de maneira correta e democrática.

É importante deixar claro que os candidatos interessados em participar do programa ainda poderão fazer a inscrição no segundo semestre SISU para outras universidades.