Conheça as profissões em alta em meio a crise!

A crise financeira costuma afetar diversos setores da sociedade. Mas existem algumas áreas que conseguem, mesmo com o período de contenção de gastos, conseguem se sobressair e aumentar a lucratividade. Algumas profissões ficam em alta na crise e até melhoram os ganhos. Saiba mais!

Crise financeira também é período para trabalhar

É fato que muitas áreas estão com problemas para contratação. Alguns fabricantes por manter as vendas em baixa estão demitindo em massa. Contudo, o cenário para algumas profissões pode ser positivos. Alguns setores conseguem se manter firmes mesmo com as famílias contendo os gastos. 

Os setores que menos sofrem com a contenção de gastos são os essenciais. Alimentação é um deles. Mesmo os restaurantes e lanchonetes conseguem manter seus ganhos com números significativos. Pode ser uma boa pedida fazer um curso Senac 2018 na área para quem está buscando novos rumos nas vagas de emprego.

Vestuário também é um segmento que pode diminuir as vendas mas consegue passar bem na crise. É um item de necessidade básica de crianças e adultos e por isso se mantém firme.

As profissões que conseguem se dar bem mesmo na crise

A contenção de gastos para o desnecessário não influencia em algumas áreas que se tornam boas dicas de cursos para quem está sem emprego. Alguns setores em nada sofrem com a crise financeira e por diversos motivos. São elas:

Mecânica – quando a grana está curta manter o carro em perfeita ordem é crucial. Trocar de carro não é uma prioridade e a procura por reparos em oficias começa a subir. Cursos no Senac MG 2018 relacionados com mecânica de carros e motos são uma ótima oportunidade para a busca de uma profissão.

Reparo de roupas – comprar roupa nova é bem mais caro que ajustar as já existentes. Os costureiros de plantão podem lucrar bastante nesta área com reparos em casa ou até abrir empreendimentos no setor.

Administração – o empresariado entendeu que com uma boa administração tudo flui melhor, mesmo quando os gastos da população estão mais contidos. As empresas andam requisitando cada vez mais tais profissionais para organizar a casa.

Marketing – profissionais de marketing são um grande diferencial em vendas mesmo com suas ações esporádicas. Os fabricantes e empresas andam investindo muito para manter seus clientes firmes nos números e conseguir manter as contas em dia.

Tecnologia da informação – a área de TI é crucial nas empresas e apenas tende a crescer. Toda os processos mais rápidos e lucrativos, além de em alguns casos diminuir a necessidade de mão de obra. 

Logística – o reinado da logística deve durar por muitos anos ainda. É uma das formas da empresa organizar seu material e se tornar mais rentável, aumentando as vendas. Os profissionais da área estão extremamente bem pagos e com tendência de melhoria, mesmo com a tecnologia entrando cada vez mais no setor. 

Recursos Humanos – a entrevista feita diretamente pelo chefe já perdeu há muito tempo o seu espaço no mercado. Hoje tanto para recrutamento como manter a equipe focada e produtiva se faz necessário o setor de RH. Os profissionais da área são praticamente obrigatórios em todas as empresas.

 

3 formas de melhorar a comunicação virtual com os clientes

Uma empresa com um canal de comunicação aberto com o cliente de forma eficiente está dando um grande passo para o sucesso e se manter no mercado por mais tempo. E hoje não podemos ignorar que a comunicação virtual como uma forma mais utilizada do cliente entrar em contato. Para quem deseja focar nessa área em seu empreendimento vão boas dicas a seguir.

Empresas investem mais em comunicação virtual

Todo cliente possui uma meta: ser bem atendido. Não importa se ele vai até a loja ou está entrando em contato por meio de comunicação virtual. O importante é sair com um bom atendido, a dúvida ou problema solucionado. Logo, um excelente atendimento também deve ser focado na eficiência e não apenas em palavras agradáveis e elogios.

Com o avanço cada vez maior da Internet as empresas já entenderam a necessidade de modificar a sua forma de comunicação. Tornou-se necessário abandonar os métodos antigos de atendimento presencial e telefônico para abrir um espaço cada vez maior no universo virtual. 

Um bom exemplo é a mudança de plataforma de atendimento dos bancos. Além de suas agências físicas as grandes corporações financeiras como Bradesco, Itaú e Banco do Brasil direcionaram funcionários apenas para atendimento virtual. Os clientes podem agora tirar dúvidas e até investir usando chats de digitação e vídeos para se comunicar com seus clientes. 

Empresas como a Nubank e Digio, cartões de crédito digitais, já nasceram no formato digital. Tanto fatura como atendimento ao cliente é feito completamente digital. 

Por que investir em comunicação virtual na empresa?

Se há funcionários na empresa e um número para contato, por que investir em comunicação virtual? Alguns bons motivos podem ajudar na escolha:

  • É mais barato – um funcionário pode atender vários clientes, enquanto no espaço físico a comunicação se torna um para um;
  • É melhor para o cliente – ele não necessita se deslocar até a empresa e se sente igualmente satisfeito, com a vantagem de menos custo de transporte;
  • Amplia a cartela de clientes – mais pessoas terão interesse em comprar porque podem ser atendidos online mesmo de longas distâncias;
  • Clientes podem ser atendidos tanto do computador como celular;
  • Ajuda a fidelizar o cliente.

Como melhorar a comunicação virtual com os clientes

A comunicação virtual deve ser tanto ou muito mais eficiente que o atendimento físico. Para isso é necessário sempre estudar quais canais serão disponibilizados que realmente possam funcionar. Podem ser por e-mail, chat ou formulário no site. 

As três formas são usadas e igualmente eficientes se forem bem estudadas e instaladas. Para isso é preciso:

  • Ter um prazo máximo de resposta no atendimento informado para o cliente – no geral são 3 dias úteis, mas quanto antes ele for respondido melhor;
  • Disponibilize chat em horário comercial – os clientes gostam de ser atendidos por uma pessoa mesmo através da Internet;
  • Avalie canais de comunicação de acordo com a faixa etária de seus clientes. O whatsapp, por exemplo, é usado por todos. Já redes sociais como Facebook atingem os mais jovens;
  • Evite respostas automáticas. Os clientes gostam de ser atendidos de acordo com a sua pergunta e não algo genérico. 

 

Entenda a importância de sempre consumir peixe

Peixes fazem parte da lista de alimentos positivos em uma dieta. Os nutricionistas e endocrinologistas indicam, nas você sabe por que? São fartamente encontrados no mercado brasileiro, com bons preços e com importante valor nutricional. Boa indicação também para uma deita de perda de peso. Saiba mais!

Por que é tão bom comer peixe?

Programas de TV, sites e revistas apresentam o consenso de ser extremamente positivo comer peixe. Mas você sabe por que é tão bom? O primeiro ponto é que é um dos tipos de carne mais fartos da dieta brasileira. Somos um país com uma vasta quantidade de rios e um amplo litoral. Em muitas cidades peixe é mais comum que carne bovina. 

Mas ter muito no mercado não significa que é bom. Afinal, a quantidade de lanchonetes fast foods é muito mais alta que restaurantes com comida natural. Logo, o importante é selecionar bem os alimentos e o peixe deve estar na lista dos preferidos para quem quer ter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes.

Principais benefícios de comer peixe

O peixe é um alimento de fácil digestão, o que ajuda o corpo a melhorar o seu trabalho intestinal. Alimentos considerados pesados são lentos para serem digeridos, pedindo mais energia do corpo e também uma maior produção de suco gástrico. Aumentam as chances de gastrite, deixam o organismo sonolento e dificultam o sono quando ingeridos à noite.

Outros benefícios de comer peixe são:

  • É rico em proteínas – sacia a fome por mais tempo e ajuda na composição de pele e cabelos;
  • Rico em vitamina D e cálcio – ajuda a prevenir osteoporose e na formação óssea;
  • Combate a anemia por sua alta concentração de ferro;
  • Reduz o risco de doenças do coração – isso acontece por ser rico em ômega 3;
  • Ajuda no desenvolvimento de crianças;
  • Ajuda na memória e outras atividades cerebrais;
  • Baixo teor de gordura – das carnes disponíveis para a alimentação brasileira essa com certeza é a mais magra;
  • Dentre outros.

Como incluir peixe na dieta

Os nutricionistas e nutrólogos classificam o peixe como carne branca. Ele deve ser um complemento na dieta, mas também um prato principal. Mesmo sendo extremamente benéfico a sua ingestão deve ser de no máximo duas vezes por semana. 

A indicação é evitar fazer uso de óleos no preparo. O peixe de forno, na grela ou com azeite são considerados os mais saudáveis. O consumo também deve ser fresco para aproveitar a maior quantidade de nutrientes possível. 

Este tipo de alimento pode ser servido no almoço e no jantar. Para quem está de dieta a recomendação é complementar com arroz integral, salada e evitar massas. Quanto menos gordura tiver o prato melhor será a digestão e maior a perda de peso. 

Pode preparar o peixe com molhos ou alguns temperos. O mais indicado é evitar receitas com alto teor de sódio, pois é uma grande responsável tanto pelo aumento da pressão arterial retenção de líquido. Como consequência temos um grande aumento de peso na balança também.

Quem pode se inscrever no SISUTEC?

Após concluir o ensino médio um estudante possui algumas opções. Ele pode partir diretamente para o mercado de trabalho ou incrementar ainda mais o currículo profissional com curso de graduação ou técnico. Entre os técnicos uma excelente opção é o Sisutec. Saiba mais! 

O que é o Sisutec? Como Funciona?

O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica é um programa do governo federal em parceria com o Ministério da Educação (MEC) para fornecer cursos técnicos gratuitos. A principal meta do programa é tornar a mão de obra profissional disponível no mercado capacitada. E como nem todos podem pagar por isso, o governo ajuda.

O funcionamento do Sisutec a bem simples. O estudante se cadastra no programa e escolhe entre duas opções de cursos disponíveis com vagas de todas as cidades do Brasil. O tipo de curso e a sua duração varia de acordo com a cidade. O processo seletivo evolve a escolha da maior nota do ENEM no ano anterior.

O Sisutec é uma parceria entre instituições públicas e privadas e Governo Federal. Não são escolas próprias do MEC. As vagas são ofertadas em escolas parceiras do programa que ofertam uma determinada quantidade de vagas para alunos participantes do programa.


Processo Seletivo do SISUTEC

O processo seletivo do programa é totalmente virtual. O aluno se cadastra no sistema envia seus dados pessoais e número de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio. A sua nota automaticamente vai para o sistema e será avaliada.

O próximo passo é escolher entre as opções de dois cursos disponíveis. O sistema então fará uma análise de acordo com todos os inscritos e selecionará as melhores notas. Não é possível se inscrever mais de uma vez no programa e nem escolher mais de dois cursos. mas caso não seja aprovado em um processo seletivo o estudante pode tentar novamente em breve.


Como se inscrever no Sisutec

A inscrição no programa Sisutec é feita no site oficial criado pelo Governo Federal. O passo a passo é:

  • Entrar no site do programa clicando aqui;
  • Se as inscrições estiverem abertas é só digitar o login e a senha utilizados no ENEM;
  • Preencher o cadastro com a maior quantidade de dados possíveis;
  • Escolher dois cursos dentre os disponíveis para sua cidade;
  • Clicar em “enviar”.

A partir daí é só esperar a seleção acontecer. O sistema para a seleção automaticamente e o resultado ficará disponível no próprio site. Um alerta é enviado para o e-mail cadastrado caso o aluno seja aprovado comunicando sobre as datas para se matricular na instituição de ensino.


Pré-requisitos para se cadastrar no Sisutec

O programa do governo federal tem como finalidade ajudar estudantes de baixa renda e alunos em condições de custear seus estudos após o ensino médio. Os pré-requisito fazer parte do Sisutec são:

  • Ter concluído ensino médio em instituição de ensino público;
  • Ter uma renda familiar de até dois salários mínimos;
  • É preciso ter feito o Enem no ano anterior;

Para fazer a inscrição do Sisutec no é necessário pagar taxa. Os estudos também são gratuitos e estão incluídos o material didático.

Um dos pontos mais importantes é fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio. O aluno deve ter cuidado para não perder Enem Inscrições 2018 e concorrer a vagas do Sisutec no ano seguinte.

 

5 Cursos técnicos para ajudar a abrir o próprio negocio!

Para abrir o próprio negócio a maior parte das pessoas acredita que dinheiro  a única coisa necessária. Ter um capital inicial com certeza importante, mas não o ponto mais importante para o sucesso. Alguns cursos para saber a melhor forma de abrir o próprio negócio podem ajudar. Saiba mais!

Cursos técnicos

Dicas de cursos técnicos para ajudar a abrir o próprio negocio

O que você precisa saber para abrir seu próprio negócio? Infelizmente dinheiro não é tão importante quanto gerenciar corretamente o investimento. Segundo dados do SEBRAE, mais de 30% das empresas fecham no primeiro ano por não conseguirem gerir as contas correta. Alguns cursos podem ajudar a mudar esse percentual.

1 – Administração

Administrar uma empresa vai muito além de ser apenas um dono. É preciso entender o gerenciamento e produção, contratação de empregados, como organizar a produção e como organizar projetos.

Esse tipo de conhecimento é adquirido em um curso técnico de nível superior em administração. As noções de básicas de economia vão ajudar a administrar melhor as finanças e a base do curso será responsável por ajudar a projetar melhor a empresa.

2 – Gestão financeira

Na verdade todos os que puderem deveriam fazer um curso técnico de gestão financeira. Ele ensina a fazer balanço, o que é fundo de caixa e o que é realmente com lucro e como gerir os gastos fixos. Saber o que cada centavo representa no saldo de uma empresa é a grande diferença entre o sucesso e o fracasso.

A maior parte dos aventureiros no empresariado não sabe diferenciar o que é lucro de fluxo de caixa e acaba investindo tudo não sobrando nada para investir novamente. Cursos de gestão financeira auxiliam neste quesito.

3 – Marketing e técnicas de vendas

Como os seus clientes vão saber que você existe? Como atrair mais clientes? Como fidelizar clientes antigos(que são mais baratos para a empresa)? Este tipo de conteúdo trabalhado em cursos de marketing.

Não é necessário uma graduação completa. Um concurso técnico ajuda a abrir os horizontes das possibilidades de divulgação de acordo com seu tipo de negócio de serviço. Também auxilia a entender o seu público-alvo de acordo com o tipo de produto vendido e como atraí-lo da forma correta.

4 – Processos gerenciais

Um administrador também é um bom gerente de sua equipe. Ele sabe coordenar as  atividades dos seus empregados entende o processo de construção de uma equipe.

Mesmo que ele contrata um gerente necessita aprender o processo para entender como funciona a execução de cada projeto, criação de metas e garantir uma melhor produtividade para empresa.

5 – Como abrir uma empresa

As unidades do SEBRAE de todo o Brasil oferecem o curso de passo a passo de como abrir uma empresa. Ajuda ao novo empresário entender sobre toda a parte técnica documentação necessária.

Os orientadores do curso também avaliam a proposta de abertura de firma para saber se realmente esse nicho de mercado vale a pena explorado. Auxilia na documentação necessária e quanto investimento é preciso para capital inicial.

Assim quando o empresário for procurar um contador já ter alma e não tem noção de como funciona e quanto vai gastar.